25 julho 2009

Somewhere in between.

E, de repente, senti o gosto salgado e amargo das minhas lágrimas. Eu não podia abrir mão de um pensamento, principalmente aquele que me fez resgatar uma parte de mim perdida num universo oco e sem vida. Ao mesmo tempo em que me machucava, eu acreditava me sentir viva. Porque é tão difícil entender que eu fui feita pra você? Eu não posso me afastar dos meus desejos, nem ignorar minhas aflições, mas você foi como uma flor. Uma flor que eu reguei, que brotou, mas que agora perde as pétalas. Os talos ainda estão lá, e enquanto existirem, você viverá. Não vai morrer até que eu te esqueça. E é assim que vai ser, porque é assim que tem de ser. Você é mais belo que um dia de sol, darling.

3 comentários:

anne k. disse...

Como sempre você escreve coisas lindas! Identifico-me muito com o que escreve.
Mas eu queria pedir desculpas por não ter respondido o seu e-mail antes é que, como disse no e-mail que te passei hoje, eu mudei o meu e-mail e não tinha visto. Mil desculpas!

Sara Moreira disse...

q lindo!
desculpa invadir aqui, vi seu blog na comunidade Meninas que gostam de ler. ai passando por uns blogs curti o seu!
Eu te segui, se quiser passa no meu tb
www.saralets.blogspot.com

Kami :D disse...

Marêêê *____*
Aqui é a Kamis, amora ^^
Resolvi (não por vontade própria. Meu blog deu pau ;~) entrar pro blogspot e aqui estou eu ^__^
Alguma vez já te disse que amo teus textos? D:
São muito³ lindos, adoro *__*~
(e ainda quero ler as histórias que você me disse que iria fazer, viu? ¬¬' Não esquece!)
Enfim, fico por aqui ^^
Vou te linkar, ya? :D
saudades de ti, meu morango!
Amo!