09 julho 2008

Foda-se você.

Me digam, pelo amor da virgem maria, pra que serve a porcaria do amor? Você fica todo idiota, bobão, retardado por causa de uma pessoa só, quando você tem o resto do mundo todo, seus amigos e até gente que é doida pra ficar com você. Porque, meu deus, que a gente troca tudo isso por alguém, uma só pessoa, sem nem pensar? Você só pensa naquela pessoa o dia inteiro, fica fantasiando como vai ser o momento em que finalmente vão se encontrar depois de alguns dias de distância e fica ensaindo na frente do espelho o que vai dizer pra ela. PRA QUE? Pra depois perceber que amá-la, mesmo que mais que tudo, não é o suficiente. Pra se tocar que, nesse mndo em que a gente vive, não dá pra simplesmente gostar de alguém, que há n fatores que influenciam, e que o "amor" verdadeiro de que tanto os poetas falam não passa de uma simples ilusão da nossa cabeça. O amor, é uma ilusão. A ilusão de que a sua vida ficou mais feliz, que seus dias são coloridos e que você sempre acorda de bom humor. Tudo mentira, mentira só. E aí depois você sofre como uma condenada, e adianta alguma coisa? Não. Não porque a pessoa não liga, embora isso aconteça muitas vezes, mas porque você foi idiota e sabia que ia acabar desse jeito, mas quis porque quis insistir. É duro? Demais. Doar-se, dói. E no final, quem se fode é você, porque ama demais a pessoa, mas ela não tem certeza se sente o mesmo por você, pelo menos ao ponto de sacrificar algumas coisas pra ficar ao seu lado. Parece cruel, e é. As pessoas deviam se amar mais, porque no fim, o único que não te abandona e faz bem sempre é o amor-próprio. Desculpem mocinhas apaixonadas, como diz a géz, mas é a verdade. Ai, que se foda, cansei.

Um comentário:

Allein disse...

Vivendo e aprendendo...