01 outubro 2008

A pequena borboleta vermelha.

Voando, chegou até mim
Aquela pequena borboleta vermelha
Que pousou em minha orelha
E, sem aviso, ali ficou.
Enquanto estava presente
Fez de louco o que era são
E até no coração pôs a mão
Bagunçando e confundindo tudo.
E ainda não satisfeita
Transformou meu sorriso em pranto
E ainda dissolveu todo o encanto
Do gosto do meu deleite.
E nunca manhã qualquer dessas
Foi embora assim como chegou
Não sei para onde, voou
Deixando para trás um fio de esperança.

3 comentários:

Raiga disse...

Muito bomm como sempre. <3
Tava sentindo falta de ler os seus poemas (L)

Hueco Mundo disse...

"Deixai toda Esperança, ó vós que entrais!"
-Dante, A Divina Comédia

Muito belo poema.

:**

Priii - disse...

Tu sabe que sou tua fã né ?

(L)